domingo, 14 de outubro de 2012

Os sons da urbe


Urbe urbanizada, cidade descontrolada... 
— Tem trânsito na marginal?
— Levei minha filha no convênio, atenderam rapidinho.
— Ouvi que tem enchente por ali.
— A cidade tem um acidente de moto a cada 3 minutos...
— Hoje o caminhão de lixo não passou! Um absurdo!
— Há quase dois meses que não chove na cidade.
— Viu aquela menina que foi sequestrada?
— Venha aproveitar os preços baixos!
— A fila tá dobrando a esquina...
— Olha a pamonha, pamonha...
— Nessa via não pode trafegar caminhão.
— Parece que a água atingiu um metro e meio.
— O comércio vai abrir nesse feriado!
— O metrô que eu pego tá desativado hoje...
— A cidade registrou quase cem quilômetros de lentidão.
— Um novo condomínio pra você na área nobre!
— Novas explosões nos bueiros aconteceram nessa manhã...
— A conta de água veio mais de trezentos reais, tem cabimento?
— Os voos foram cancelados, vou me atrasar.
— Duas calças por vinte!
— Eu vou mudar essa cidade! Nas eleições, vote...
— Uma nova concessionária com os melhores preços de carro pro seu bolso!
— Aquela casa pegou fogo...
— Me vê dois cachorros-quentes pra viagem.
— Compra um galão de água que amanhã vai ficar sem água até às três da tarde...
— Olha aquele carro, ultrapassando todo mundo pela direita...
— O hospital passou a atender o dobro de sua capacidade.
— O bairro ficou sem energia por duas horas...
— Tá calor hoje, ouvi que ia chegar aos 40...
— Precisa-se de atendente de caixa.
— O edifício foi construído no século passado assim como vários outros da região...
— Mais amor, por favor.
— Ih, hoje vai chover!
— Parece que conseguimos fechar o negócio. Vamos abrir mais oito redes de mercado!
— Os projetos sobre a destinação do lixo serão discutidos na zona sul...
— Faz quarenta minutos que tô esperando esse ônibus e nada!
— A cidade registrou uma inversão térmica...
— Ele tá no hospital... Parece que desmaiou de estresse...
— A pacificação do morro ocorreu na manhã desse domingo.
— O aeroporto está entrando em processo de internacionalização...
— Vou cortar caminho por aquela rua lá, senão a gente vai demorar umas duas horas pra chegar em casa.
— Vamos melhorar a cidade. De verdade. Conto com o seu voto.
— Parece que um pessoal tá protestando na Paulista, vamo lá?
— Vários núcleos de favelas estão sendo erradicados.
— Fiz um gato na TV à cabo, tá pegando direitinho.
— A empresa demitiu mais da metade de seus funcionários nos últimos meses.
— Pai, me dá aquele brinquedo? Eu quero!
— O garoto foi encontrado morto nessa madrugada numa residência de um bairro pobre da zona norte.
— Ele precisa de uma cirurgia o mais rápido possível e ele tem que aguardar na fila!
— Faltam empregos em algumas áreas e outras sofrem com o baixo número de pessoas capacitadas.
— Essa noite fez frio, agora tá esse calor dos infernos, vai entender esse tempo...
— Dois caixas eletrônicos foram explodidos por bandidos como mostram as filmagens da câmera de segurança.
— A classe C já compõe mais da metade da população, segundo dados.
— O carro estava a cem quilômetros por hora quando atingiu o muro desta casa.
— Brasil vai liderar internet 4G na América Latina.
— Aquele gari procura a família há muito tempo...
— Dois chips por cinco reais com dez reais de crédito!
— Cresce o número de condomínios na cidade e diminui a quantidade de área verde.
— Preciso trocar meu celular.
— Os motoristas de ônibus entraram em greve na manhã dessa segunda-feira e houve tumulto nos terminais.
— Fala-se agora em uma megalópole...
— Olha a água, água mineral!
— A casa foi tombada como patrimônio cultural e será um museu.
— Esse lixo não é meu! Se você quer um lugar pra por seu lixo, coloca uma cesta na frente da tua casa!
— O viaduto foi interditado e ficará dois meses em obras.
— Posso ler sua mão?
— As pichações e os grafites tomam conta dos muros dessa parte da cidade.
— Não tem seta não? Vaca!
— A população aumentou em cem mil pessoas nesses últimos dez anos, segundo o IBGE.
— Hoje tá irrespirável aqui, viu!
— O pronto atendimento sofreu vandalismo pelos usuários do sistema básico de saúde.
— Lá no bairro tá cheio de ratos...
— Estresse? Nervosismo? Venha tratar em nossa clínica!
— Nós exigimos nossos direitos!
— Eu construí dez novas creches em quatros anos...
— A chuva destelhou casas, derrubou árvores e até um outdoor.
— Queria ver se fosse pobre igual a gente...
— A diretoria do Shopping Center afirmou que os seguranças não expulsaram os garotos mal-vestidos.
— Que dor-de-cabeça!
— Mãe, tô com fome...
— O show da cantora acontecerá em dezembro nas seguintes cidades...
— Liga pra polícia, isso não vai ficar barato!
— Mais de mil metros quadrados da área verde foram queimados.
— Tá achando que a rua é tua, palhaço?
— A rede de supermercados faliu e o lixo tomou conta das calçadas...
— Minha loja já foi assaltada oito vezes desde 2006...
— Nada com um bom banho de trinta minutos...
— Eu vou deixar as luzes da minha casa apagadas por uma hora? Pra quê?
— O lixo? Não, nem sei pra onde vai...
— É só um papelzinho...
— Não vou andar de metrô se posso ter o meu carro.
— Ah, o futuro... Previsões...
— Socorro!
— A distribuição de alimentos está fraca.
— Meu filho morreu de fome!
— O ar chegou a níveis alarmantes de poluição.
— Minha netinha tinha problemas respiratórios... Morreu aos seis anos.
— O pagamento de funcionários está sendo feito com galões de água.
— Ele morreu de desidratação.
— Não há mais lugar para o lixo de metade das cidades do país.
— A onda de assassinatos cresceu cinquenta por cento...
— A cidade vive um completo caos...
— Não sei onde esse mundo vai parar.
— Parou.

— E onde tá o sentido disso tudo?
— Não sei, eu sou apenas o cronista.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Obrigado!




Ir para o Topo