terça-feira, 27 de novembro de 2012

A gente tá de mudança...


Isso mesmo. A gente. Afinal o que seria do Cronicalize sem os leitores?

  



Adeus ao título à mão e ao monopólio de crônicas. Já fazia algum tempo que eu estava programando algumas mudanças para o blog e estava até pensando em deixar pra janeiro no super clima de ano novo, tudo novo. Mas não resisti. Até porque em janeiro começa tudo outra vez e a gente acaba ficando atolado de coisas pra fazer.

          Demorei a decidir a melhor cara para o blog. Hoje aproveitei o dia pra ir testando o melhor título entre os que eu tinha projetado... Inclusive enquanto eu os testava aqui, haviam algumas pessoas online. Se apertaram o F5 várias vezes viram um monte de banners no lugar do título, a cada minuto um diferente!  
   
           Bom, ainda faltam algumas coisas pra terminar. Preciso ir ajustando com o tempo. Ter blog não é fácil e maioria das pessoas que me seguem são blogueiros, então sabem disso.  
         Agora o blog não se limita apenas a crônicas.  Mas elas continuarão sendo a grande parte das postagens. 


Aqui embaixo estão dois poemas meus sobre mudanças... Pra abrir esse novo tempo do blog.





Apressato 

Não deixou-me acostumar
Com aquele novo eu
E já me mandava seguir
Pelo paralelepípedo irregular

Mudei; mudei sim
E logo fui obrigado a ouvir
Aplausos e vaias
Escutei por aí que a vida é assim.


O que falta

Mudou-se porque foi necessário
Ou porque o tom azul já não agradava mais
Embarcou numa festa de cores
Não sabia o que escolher;
Estilizava aqui e lá
Estava feliz com aquilo
Mas toda hora aparecia um errinho
Está faltando alguma coisa...
Tão humano ser assim...!



Essa aqui é uma música que eu adoro, ainda mais na voz de Bowie. Sobre mudanças...

                    
Essa aqui não fala sobre mudanças, mas achei ela legal. Uma pessoa importante me recomendou. Acho digno.





Um print para a posteridade...



Bom espero que tenham gostado das novidades e mudanças. 

Pra finalizar, um obrigado aos leitores que me acompanham. Não existiria Cronicalize sem vocês.
Um abraço!
  
                                                                                              Luís Fellipe Alves




23 comentários:

  1. Luís Fellipe, é muito bom mudar. Quando a gente percebe tudo meio estático em nossa volta, tudo sob controle e meio sem graça, o negócio é mudar e experimentar novo caminho. Certo sempre dá. Na realidade a gente vai aparando as rebarbas e fazendo dar certo.
    Gostei da idéia.
    Um abraço
    Manoel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manoel, concordo com você. Heráclito acreditava que tudo permanecia em constantes mudanças. Por isso dizia que não se banhava duas vezes no mesmo rio, pois já na segunda vez as águas não seriam as mesmas e a pessoa também não. Parmênides já acreditava que as mudanças não passvam de aparências. Mas hoje consigo perceber que mudanças vão muito além do se pode enxergar. Conseguimos ver que essencialmente tudo também muda...
      Obrigado pela visita.
      Um abraço!

      Excluir
  2. Adorei o print para posteridade!
    ADOREI que vai ter poema!
    Adorei os poemas!
    Adoro filosofia e adorei sua citação de Heráclito na resposta a Manoel. Nunca nada do que foi será do jeito que já foi um dia, bem disse Lulu, tudo a nossa volta e nós mesmos estamos e devemos assumir nossa constante transformação.
    "Viver é adaptar-se" e para se adaptar é preciso mudar, ser camaleônico, pulsante. Como vc bem pontuou poeticamente tda mudança traz consigo aplausos e vaias, é mesmo assim, mas faz bem as vezes abrir mão de quem somos, da nossa imagem, da imagem do blog, do quarto, da casa, de conceitos e opiniões para criar espaço para o novo, isso é excitante, desafiador e tanto os ganhos quanto as perdas são fontes de aprendizado, de renovação, de reformulação da paisagem, das nossas opiniões, experimentos, ideias que estimulam novas ideais e ações, vida.
    Me empolguei!
    Para fechar Jung:
    "EU NÃO SOU O QUE ME ACONTECEU, EU SOU O QUE ESCOLHI TORNAR-ME"
    Boa noite, bom dia amanhã e bom tudo ;]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tina, é muuuito bom te ver por aqui!
      Fico feliz que tenha adorado as novidades, e o print para a posteridade hahahaha é sempre bom deixar alguns registros, não?

      Ah, eu adorei aprender essa parte da filosofia, achei incrível o ponto em que Heráclito e Parmênides tocaram. É claro que Heráclito é muito mais aceito, mas ambos colaboraram bastante para chegarmos às respostas que temos hoje.
      Bom, as mudanças são sempre necessárias e na verdade elas estão totalmente ligadas ao que disse o senhor Jung.
      A sensação de trocar tudo é revitalizante! Gostei da experiência.

      Adorei muito sua visita por aqui e toda essa empolgação, me sinto acompanhado nessas mudanças, assim como sugeri no título!
      Um ótimo dia pra você!

      Excluir
    2. Vir aqui me inspira, já teve crônica pela bondade léxica do Google e desde ontem a filosofia esta fazendo morada em minha mente por sua causa e por causa de mais um dos livros de Jostein Gaarder que estou terminando de ler (Adoro os livros dele).
      Pensamentos me ocorrem de que meu filho hoje com 12, breve terá 18 e será que derramará suco nos papéis do trabalho? E será que vai deixar de ser estressado e aborrencentês e vai se tornar mais gentil e romântico e quem sabe escrever crônicas sobre isso?

      PAUSA PARA MUDAR DE ASSUNTO

      Sempre que comento aqui venho ver sua respostinha e eis-me aqui já pensando em colocar Heráclito e Parmênides por lá, tudo a ver, afinal Heráclito é tido como o pensador do "tudo flui".
      Que bom então esse fluxo, essa troca mútua de inspiração, filosofias, crônicas, poesias, permanências e mudanças.

      BYE!

      Excluir
    3. Fico ainda mais feliz!
      Jostein tem A bagagem filosófica... Leio O Mundo de Sofia, infelizmente precisei abandoná-lo por uns meses em conta da literatura clássica brasileira cobrada nos vestibulares... Mas loho retornarei à bela história de Sofia e o material misterioso de filosofia! rs
      Você sabe que passa depressa, né? E quando ele se encontrar nos dezoito vai olhar pra trás e ver como esses seis anos passaram tão intensos... É o período mais cheio de... mudanças! rs

      Espero que ele seja dos gentis e românticos! Tem boas influências!

      É um ótimo assunto, quero passar por lá pra ver!

      Excluir
    4. RECOMENDO ALÉM DE O MUNDO DE SOFIA (ÍMPAR): ATRAVÉS DO ESPELHO, O PÁSSARO RARO.
      O QUE ESTOU LENDO É O CASTELO DOS PIRINEUS, O PRÓXIMO DA LISTA É DIA DE CORIGA.
      BOAS LEITURAS VESTIBULEIRAS ENTÃO, TENHO A IMPRESSÃO DE QUE SE NÃO NOS IMPUSESSEM NÃO LERÍAMOS E ELAS NOS ACRESCENTAM, SÃO CLÁSSICAS E RECOMENDADAS POR ALGUM MOTIVO.

      Excluir
    5. Procurarei suas recomendações, Tina. Obrigado!

      Ah, sabe que eu gosto da literatura clássica brasileira?
      O que não gosto é ter tão pouco tempo para ler e entender os nove. Mas que acrescentam, tenho toda certeza.
      Aos 13 anos pareciam entediantes. Mas só depois que procurei lê-los fora das obrigações que consegui enxergar muito mais do que passavam quando os lia para realizar uma prova...
      Sou apaixonado por Lucíola, A moreninha e Memórias de um sargento de milícias.

      Excluir
    6. Vidas secas, Poemas completos de Alberto Caeiro, A hora da Estrela
      Drummond, Machado...Leituras ímpares.
      E isso que vc falou sobre ler sem obrigação e com outra idade vale pensar, eu sempre penso isso, que livros como O pequeno príncipe, O menino no espelho, A bolsa amarela e O mundo de Sofia por exemplo deviam ser lidos por nós em várias fases, ler qd crianças, qd adolescentes, qd adultos e mais uma vez ainda qd idosos, pois cada leitura terá diferentes olhares e novos aprendizados.

      Excluir
    7. Concordo, Tina. Essa maneira como enxergamos as leituras de formas diferentes através do tempo, nos mostra como estamos suscetíveis a mudanças que vão muito além da cor dos fios de cabelo ou dos formatos que nossos rostos atingem.

      Excluir
  3. Li outro dia aqui ou vc escreveu por ai sobre um livro de 365 histórias de sua infância ou algo assim e ai vi esse que segue a descrição e como achei interessante a primeira vista, compartilho a descoberta:
    "Contos Maravilhosos Infantis e Domésticos"
    Versão original de 156 histórias traduzidas do alemão por Christine Röhrig com ilustrações do pernambucano J. Borges. É da Editora Cosac Naify

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho um máximo esse tipo de reunião de obras! Falando nisso, lembrei-me que ainda não encontrei o tal livro nas caixas de mudanças. Mudanças mais uma vez! rsrs

      Excluir
  4. Oi, Luís!

    É a segunda vez que venho aqui, só que na primeira nem dei conta de me tornar sua seguidora! Li a crônica daquele dia, adorei, super bem escrita e inteligente.
    Hoje, leio o que escreveu sobre as mudanças e amei as poesias. Vc manda muito bem!
    Ainda não pude ver tudo o que quero neste seu universo, mas devagar eu chego lá!
    Bjsssssssssssss, quérido!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Obrigado pela re-visita e por seguir!

      Fico muito feliz que tenha gostado! É muito importante para mim que vocês opinem sobre as mudanças e sobre o que vem por aí. Obrigado mesmo pelos elogios.
      Espero que goste do Cronicalize ainda mais!
      Beijos!

      Excluir
  5. rsrs, Oi, Fellipe! Se você soubesse quantas vezes troquei de modelo nesses 7 anos de blog... E dos dois! A minha briga para deixar os dois blogs como eu desejava foi grande. Sempre gostava mais de um modelo do que do outro. Era uma neura minha e de milhões. Até que fiz os dois iguais, mudando a cor, apenas. Mudanças são ótimas, em tudo. Mas eu parei, achei o ponto. Foi um sossego.
    Postar poemas... nota 10! Diversificar torna qualquer blog mais atraente. Lógico que o foco será sempre as crônicas. Avante!

    Beijos, amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tais!
      Imagino quantas vezes! Somos parecidos nesse ponto. Achamos um modelo mais bonito que o outro. Passei umas duas semanas vendo isso e só ia ficando mais indeciso! Mas acho que também cheguei ao ponto. Talvez ocorram outras mudanças com o passar dos anos. Quero ver meu blog comemorar um aniversário bonito como o seu. Convidada de honra, hein?
      A ideia dos poemas surgiu desde o começo, pois já tenho vários feitos assim como esses dois daqui. Mas mais recentemente com a idealização de Um (e)terno desapaixonado é que percebi que há muito o que escrever aqui. Não somente crônicas ou poema, talvez contos quando eu estiver bem estoriador ou até uma carta ao leitor, afinal quantas vezes temos vontade de opinar sobre alguma coisa veiculada por aí? hahaha A flexibilidade do blog é uma sensação de liberdade. Gostei muito disso.

      Avante! (Ouço até uma trilha de conquista em minha cabeça, sério!)

      Beijos.

      Excluir
    2. rsrs, o maior problema é você ver e sentir que um blog seu está melhor do que o outro! São dois filhos que você quer achar bonito e bem feito - iguais.
      Posto poemas desde o início, também. Você nunca viu? Estão no índice da coluna. Tenho certeza que ainda virão mais 'reformas'... rsrsr As opções são muitas! Esse é o problema.

      Excluir
    3. hahaha que bom então que conseguiu chegar a um ponto satisfatório para ambos! Eu adorei a ideia.

      Ah, estou indo visitá-los agora! rsrs

      Excluir
  6. Eu adorei a mudança!!! Vivo trocando cores, sou igual à um camaleão. Acho que essas trocas são importantes. Gostei das cores e que bom saber que tens os pés na poesia. Fico feliz que você tenha lembrado de mim. *___*. Fiquei toda boba! hehe!

    Obrigada pelo carinho viu!

    * Estava pra visitar teu blog há muuuito tempo, mas as correrias de fim de ano estão me enlouquecendo. Já já, estarei mais presente aqui!


    Beijocas!

    ResponderExcluir
  7. Olá! Mudanças à vista, que maravilha!
    Que seja sempre para melhor, para ainda mais encantar seus leitores e compartilhar talentos que, tenho percebido, se estendem muito além das crônicas... bem-vindo, poeta! Estás de parabéns por tudo aqui em seu espaço, "dá gosto" passar por aqui!

    Abraço, bom fim de semana pra você em sua "casa nova" (rsrsrs).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É realmente muito bom contar com pessoas como você, Suzy! Agradeço por estar por aqui sempre com as belas palavras e pelo reconhecimento que é gratificante, principalmente vindo de uma pessoa cujo talento é maravilhoso.

      Um ótimo final de semana e muito obrigado!
      Abraço.

      Excluir
  8. Luís,
    Adorei as mudanças!
    Eu vou confessar uma coisa: quando li as suas crônicas pela primeira vez fiquei encantada com seu talento para a escrita e lembro de pensar "será que ele escreve poesia?"
    A resposta veio...E não poderia ter sido melhor.
    Saiba que eu fiz uma pausa lá no meu blog, mas continuo a ler com enorme prazer o que você escreve! Sempre!

    Beijos!

    Ah...Um (e)terno desapaixonado é apaixonante!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Isa!

      Não foi nem preciso perguntar! rs
      Agradeço pela sua visita e espero vê-la postando em seu blog novamente. Fico muito feliz de tê-la acompanhando o Cronicalize, é sempre bom poder contar com as belas palavras de vocês!

      Essas ironias das leituras rsrs É muito importante saber a sua opinião sobre essa história em versos, fique sempre muito a vontade para expressar sua opinião, é assim que vou me norteando.

      Beijos!

      Excluir


Obrigado!




Ir para o Topo