domingo, 31 de março de 2013

Comunicado

Não vejo motivos, caros amigos
Para colocar estas palavras aqui
Em prosas e mais prosas
Como se batessem olho num papel
Fixado no mural de seu trabalho

Aviso a vocês que voltei
E com um sorriso maior que a Lua
E com as críticas fervilhando
Com a saudade imensa de todos
Com a cabeça a mil

Logo volto a ser leitor
Como serei escritor e anuncio
Esperem, esperem
Não abandonaria esse mundo
Por outro de incertezas

Volta Terninho e voltam crônicas
Volta Luís, e chegam novidades
Parece propaganda, mas é satisfação
Tenho carinho pelos que aqui conheci
E não deixo esse mundo.
Ah, esse não.

17 comentários:

  1. Bom demais saber de seu retorno Felipe!!!
    Um grande abraço!
    Saudades!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou muito feliz por voltar, srta!
      Saudades também. Logo passo pelo Diários Desafios para conferir o que perdi.
      Abraços!

      Excluir
  2. Mundo mundo vasto mundo
    Se não te chamasse Felipe e sim Raimundo
    Seria uma rima não o ser que eres tão jovem e profundo

    Feliz com sua volta, publicações aqui e comentários por lá e por ai :)

    Que tal um Black Tie para terninho voltar em grande estilo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótimo traje para nosso queridíssimo voltar com tudo. E finalmente terminar de viver sua história.

      Fico feliz que fique feliz! Adoro seus comentários.

      Excluir
  3. Que bom tê-lo de volta!

    Entendo os sumiços, por vezes impostos, outras vezes necessários, afinal "há tanta vida lá fora"! rsrsrs
    Faço uso desse recurso quando ele se torna a melhor opção. O importante, passados os dias de ausência, é voltar trazendo alegria, como a que encontrei aqui, em suas palavras.

    Seja bem-vindo, você sempre faz falta! Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Suzy, muito obrigado pela re-recepção!

      Meus dias ficaram mais apertados do que ano passado e a rotina nem mudou tanto assim. Contudo, viu que buraco que fiz em meu blog? Mas agora já estou compensando rs.

      Agradeço pelas palavras amigas.
      Abraço!

      Excluir
  4. Oi Luis!
    É a primeira vez que comenta no meu blog, fico muito feliz.
    As postagens de 2010 e 2011 são muito críticas que já tentaram tirar do ar. Tentaram.
    Amaciei um pouco minhas poesias e contos parece que não adiantou. O povo gosta mesmo é de polêmica, então de vez em quando vou reeditar aquelas que deram o que falar.
    Obrigada
    Um beijo
    Lia Singular

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Dorli!
      Gostei muito do muito que li. Que, na verdade, é pouco, comparado ao número de postagens que seu blog armazena. Isso é muito bom. A leitura é sempre necessária e não a vejo como excedente. Leio aqui, ali e acabo formando muito do que sou e do que penso, à partir de análises. E é muito bom poder contar com ótimos escritos como o seu.
      Infelizmente algumas pessoas, como eu comentei em uma postagem minha de Sensos há alguns dias, não se sentem bem quando sua zona de conforto entra em perigo. Então elas se incomodam bastante. Esse é o motivo que provavelmente esteja por trás de suas polêmicas. As pessoas perdem o olhar crítico e leem um texto de forma única, sem analisar profundamente. O que é uma pena! A julgar pelo que li, suas críticas devem ser muito boas.

      Beijos.

      Excluir
  5. Ora, ora... já estava na hora!
    Esperarei! Com paciência, não se preocupe.
    Primeiro o real, depois venha ao virtual...

    bjs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou conseguindo conciliar, agora. Principalmente com o fim da revista. Uma pena, mas foi necessário. Ao menos nessa última descobri meu prazer em design gráfico rsrs.

      Beijo!

      Excluir
  6. Conheci seu blog, agora, lendo o Datilografe.
    Me chamou atenção vc escrever:"Mais certeza terei de que não haverão grandes espaços sem leitura na minha vida".
    Muito bonito isso e imagino que vc, diferente de mim, ainda tenha muito tempo e espaço nessa vida, Luís.
    O estranho para mim é vc responder nos seu blog os comentários. Isso me faz pensar e lembrar, de que quando envio uma correspondência, espero a resposta na minha casa. E não vou na casa da endereçada buscar resposta, concorda?
    Blog a gente visita e gosta de ser visitada.
    Adoro pessoas que valorizam leituras.
    parabéns, Luís.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Liliane, seja bem-vinda!
      Eu havia parado para pensar nisso e, bem, olhei para os lados, vi um monte de adultos atarefados. Olhei para mim mesmo, e enxerguei alguém ingressando nessa vida. Não pretendo seguir a carreira em humanas, então pensei em quão arriscado seria se, aos poucos, eu ingressasse nessa vida de estresse e deixasse ela me contornar e me tirar tempo. Uma lista de boas leituras me segurariam por aqui. Não que eu seja fraco, mas esse passo que estou dando para a tal adultisse pode me puxar para uma vida totalmente diferente. E não quero abrir mão das boas leituras e acostumar-me em uma vida de nervosismos, de tempos curtos e muito menos quero fazer parte dos dados de leitura do país...

      Bom, tenho o costume de responder os comentários aqui e comentar os textos dos blogueiros que aparecem por aqui!

      Muito obrigado, Liliane!
      Espero que volte mais vezes.
      Abraços.

      Excluir
  7. Que bom te ver e te ler!! Valeu. Bom retorno! abraços,chica

    ResponderExcluir
  8. Luís, Fellipe, Fê (ainda não decidi como vou chamá-lo...rs)

    Por vezes eu também sumo por tempo indeterminado. Preciso disso pra colocar a vida real em ordem, ou simplesmente dar um tempo quando tudo me parece um tédio sem fim... Sou assim, meio inconstante e preciso me afastar para voltar a ver a 'coisa' com outros olhos. A volta é sempre melhor... Sei lá, minha vida não pode girar em torno de uma coisa só, vira compromisso, obrigação e deixa de ser prazeroso.

    Sua volta trouxe bons frutos que saboreei lá no meu CRÔNICAS... Fiquei ultra, mega feliz!!

    Bjobjo!!

    ResponderExcluir
  9. Fellipe, que bom que voltaste. Versando em alto estilo, eu diria.

    Um abraço!

    ResponderExcluir


Obrigado!




Ir para o Topo